O processo de enfermagem orienta a enfermagem sobre as decisões a serem executadas na administração de medicamentos, assegura a confiança do paciente, encontra suporte médico e legal. Nesse processo o enfermeiro necessita conhecer o paciente, e uma série de dados são coletados. O processo de enfermagem é composto por histórico do paciente, diagnóstico de enfermagem, plano de cuidado e evolução de enfermagem.


Histórico do paciente

No histórico de enfermagem relate informações sobre medicações que o paciente usou no passado e usa atualmente, reações alérgicas a drogas e alimentos, razão pela qual usou medicações, reações adversas, dosagem, uso prolongado e via de administração.

Monitorize mudanças metabólicas. Se o paciente é diabético, monitorize a glicose antes de administrar a insulina. Se ele faz uso de digoxina, verifique o pulso radial.

Oriente o paciente sobre os efeitos da terapia e informe-o a respeito das reações adversas e quais são os sinais e sintomas que podem se manifestar no seu organismo. Explique que a terapia pode ou não ser bem-sucedida.

Alguns pacientes fazem uso prolongado de medicação, o que pode inibir ou potencializar o efeito da droga prescrita na internação; por exemplo, a aspirina potencializa o efeito de anticoagulantes como a heparina.

Relate na história clínica detalhadamente o tratamento medicamentoso do paciente. Em alguns casos o paciente não tem um médico que acompanhe seu tratamento durante o período de internação. Vários especialistas podem prescrever diferentes drogas, sem conhecer a que o paciente está usando. Relate na história essas medicações.

Relate os hábitos alimentares, porque podem afetar a ação da droga. Por exemplo, um paciente que faz uso de anticoagulantes não deve comer folhas verdes, porque contêm vitamina K, que pode antagonizar o efeito da droga.

Relate sua avaliação a respeito do estado clínico do paciente. Avalie se o paciente interage apropriadamente com a família, se a sua conversa é clara, se o seu comportamento e sua expressão estão coerentes. Verifique se sua memória recente ou passada apresenta alterações. Tal avaliação identifica a capacidade de o paciente dar continuidade ao tratamento proposto.


Diagnóstico de enfermagem

Identifique os problemas relacionados no histórico do paciente usando as informações colhidas, defina problemas relacionados às drogas e faça o diagnóstico de enfermagem. Os problemas mais comuns relacionados ao tratamento medicamentoso são a falta de conhecimento, submissão a rotinas do tratamento e interrupção do tratamento.


Plano de cuidados

Depois que o diagnóstico de enfermagem é feito, são fornecidos elementos para o enfermeiro elaborar um plano de cuidados e estimular o autocuidado. A participação do paciente no tratamento encaminha-o para um prognóstico positivo.


Evolução de enfermagem

O último passo do processo de enfermagem é a evolução. A evolução determina de forma sistemática a eficácia dos cuidados de enfermagem. Esse processo mostra para a enfermagem os resultados da terapia, proporcionando subseqüentes intervenções. A evolução possibilita ao enfermeiro implementar mudanças no plano de cuidado, criando uma contínua e criteriosa reavaliação, o que torna cada intervenção de enfermagem um sucesso.


Pesquisar Medicamentos
©2004-2014 AME / Nelma Rodrigues Soares Choiet Goldenzwaig. Todos os Direitos Reservados. by Guest